A Importância de Citar Ahadith Autênticos

Hoje em dia, muitas pessoas citam/publicam coisas e atribuem-nas ao Profeta ﷺ. Elas não verificam a sua autenticidade nem citam as referências. E muitas nem mencionam o nome do companheiro que narrou o hadith. Antes de citarmos ahadith, a sua autenticidade deve ser verificada, porque algumas pessoas no passado fabricaram e forjaram várias narrações e atribuíram-nas ao Profeta para seu próprio benefício e interesse.

Os seguintes ahadith informam-nos da gravidade do pecado de citar ahadith antes de verificar a sua autenticidade:

Narrou 'Ali: O Profeta disse: "Não mintam sobre mim, pois quem disser uma mentira sobre mim então ele entrará certamente no Inferno." (Bukhari)

Narrou 'Abdullah ibn Az-Zubair: Eu disse ao meu pai: "Eu não ouço de ti qualquer narração (hadith) do Mensageiro de Allah como ouço (a narração dele) de fulano tal". Az-Zubair respondeu: "Eu estava sempre com ele (o Profeta) e ouvi-o ? dizer: 'Quem diz uma mentira contra mim, então, (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno.'" [Bukhari]

Anas narrou: "O facto que me impede de narrar um grande número de ahadith para vós é que o Profeta ? disse: 'Aquele que disser uma mentira contra mim intencionalmente, então (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno.'" [Bukhari]

Narrou Salama: Eu ouvi o Profeta ? dizer: "Quem atribuir a mim o que eu não disse, então, (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno." [Bukhari]

Narrou Abu Huraira: O Profeta ? disse: "Quem contar uma mentira contra mim (intencionalmente), então (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno." [Bukhari]

Dos ahadith acima mencionados, aprendemos o seguinte: em primeiro lugar, a gravidade do pecado em fazer falsas alegações do Profeta ?. Em segundo lugar, o medo extremo dos Companheiros do Profeta ? ao evitar o que o Profeta ? proibiu.

Primeiro: A gravidade do pecado em fazer falsas alegações do Profeta ?

A gravidade de atribuir uma mentira ao Profeta ? não é como fazer uma declaração falsa por conta de qualquer outro ser humano.

Narrou Al Mughira: Eu ouvi o Profeta ? dizer: "Atribuir coisas falsas a mim não é como atribuir coisas falsas a qualquer outra pessoa. Aquele que diz uma mentira contra mim intencionalmente, então certamente deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno." [Bukhari]

A severidade da punição ao atribuir uma declaração falsa sobre o Profeta ? é simples e clara.

O Profeta ? narra de Allah:

“O vosso Companheiro jamais se extravia, nem erra, nem fala por capricho. Isso não é senão a inspiração que lhe foi revelada” [Surah an-Najm 53:2-4]

Assim, todo aquele que atribui uma declaração falsa ao Profeta ? atribui uma declaração falsa sobre Allah:

"Quem é mais injusto do que aquele que inventa uma mentira contra Allah ou rejeita os Seus sinais?" [Surah al-A'raf 7: 37]

Assim, temos os avisos fortes sobre atribuir uma declaração falsa sobre o Profeta ? na sua afirmação: “Quem diz uma mentira contra mim (intencionalmente), então (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno”.

Esta é a razão pela qual todos os muçulmanos, homens ou mulheres, devem tomar precauções fortes ao narrar os ahadith do Profeta ?, ou seja, verificar a sua autenticidade, a fim de que ele ou ela não digam, inadvertidamente, uma mentira contra o Profeta ?. Os ahadith acima mencionados proíbem uma pessoa de narrar narrações fabricadas, ou inventar algo novo. É o dever de cada muçulmano verificar o estado de cada narração antes de narrar. Eles também devem tomar precauções ao narrar; as palavras, as frases e a sequência não devem mudar, de forma a alterar o significado do hadith, e como tal fazer parte da categoria dos mentirosos.

Os ahadith acima mencionados sobre este tema claramente proibem uma pessoa de narrar um hadith fabricado, ou de inventar algo por si mesmo, ou de narrar um hadith, cujo estatuto é desconhecido ao narrador. A pessoa que fabrica intencionalmente, ou narra um hadith, mas não verifica o estatuto do hadith (quanto à sua autenticidade, se é Sahih ou Da'if), enquadra-se nesta categoria, e como tal, é susceptível a punição.

Narrou Mughira: o Profeta ? disse: "Quem narra uma narração de mim, sabendo que isso é uma mentira (ou seja, não é uma declaração minha), então ele é um dos mentirosos." [Tirmidhi]

Esta é a razão pela qual os estudiosos têm dito que aqueles que querem narrar um hadith, devem ver que este é Sahih (autêntico) ou Hasan (bom) antes de dizer: "O Profeta ? disse ...", "O Profeta ? fez ...", ou "O Profeta ? proibiu ...". O Hadith também deve ser citado com precisão como encontrado nos livros de ahadith. Mas, se o hadith é Da'if, não se deve dizer: "O Profeta ? tinha dito ou feito ou ordenado ou proibido..."

Segundo: O medo extremo dos Companheiros do Profeta ? ao evitar o que o Profeta ? proibiu

Existem muitas narrações dos Companheiros que mostram o seu medo em narrar o que ouviam do Profeta ?, o temor de que eles pudessem acrescentar algo na narração do Profeta ? . O exemplo de Zubair ibn 'Awaam, quando ele disse: “Eu estava sempre com ele (o Profeta ?) e ouvi-o dizer: 'Quem diz uma mentira contra mim, então (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno'”. E Malik bin Anas, quando ele disse: "O facto que me impede de narrar um grande número de ahadith para vós é que o Profeta ? disse: 'Aquele que disser uma mentira contra mim intencionalmente, então (certamente) deixai-o ocupar o seu lugar no Fogo do Inferno.'" são provas suficientes. O seu único receio era que eles poderiam cometer um erro ou adição ao narrar o Hadith, apesar de eles serem os primeiros e mais estritos das pessoas ao pôr em prática os mandamentos de Allah e do Seu Mensageiro ?.

Tradução: Cláudia Sofia Simões

Fonte: Ilm 4 All


You have no rights to post comments