A Sunnah - Parte 2 - Contexto Histórico

 Apesar da quantidade esmagadora de argumentos sobre a autenticidade, poder e influência da sunnah, algumas pessoas suspeitam de sua credibilidade ou da autenticidade histórica. De acordo com alguns, a sunnah,

apesar de sua autoridade, não é como o Qur’an, um Livro preservado. Pelo fato de haver inúmeros ahaadith que se contradizem e a compilação da sunnah ter-se dado no século terceiro após a hijrah, estas pessoas consideram que ela não é confiável. Entretanto, é errado afirmar que a sunnah foi escrita apenas no terceiro século após a hijrah e insha’Allah veremos isso mais adiante. Agora, no entanto, quero analisar logicamente a sua autenticidade.

            Está escrito no Qur’an que Allah, swt, não dá nenhuma tarefa a menos que a pessoa tenha habilidade para tal. Ora, pois, se Allah, o Criador e Onisciente, comanda-nos a obedecer e seguir o Profeta Muhammad, saws, como poderia, então, sua sunnah não estar correta? Se Allah, sendo Onisciente, nos instrui a fazer algo é porque aquilo é perfeito, completo e verdadeiro. Se Allah, swt, tornou obrigatório seguir a sunnah, então é porque Ele também a preserva de uma forma confiável. É totalmente absurdo pensar que Allah, swt, vai nos ligar a algo que não seja exista ou não possa ser determinado.

            Analisando historicamente, observamos que a compilação da sunnah iniciou nos tempos do Profeta, saws. Embora a forma escrita não tenha sido a única maneira de registrá-la, houveram muitas outras formas confiáveis. Para entendermos isso devemos analisar os tipos de ahaadith:

1)    Mutawatir: é um hadith narrado em cada geração, por muitas pessoas, iniciando-se nos dias de vida do Profeta, saws. É impossível que consideremos que todos conspiraram para apresentar uma mentira. O mutawatir em palavras é narrado por um número grande de pessoas que utilizam as mesmas palavras, não havendo nenhuma divergência entre as narrativas e mutawatir em significado é também narrado por um grande número de pessoas e, apesar de haver alguma diferença na escolha das palavras usadas e até dos eventos relatados, não há nenhuma discrepância entre o conceito do hadith.

2)   Mash’hur: segundo os estudiosos de hadith não é mutawatir, mas seus narradores nunca são inferiores a três em cada geração.

3)   Khabarul Wahid: é aquele cujos narradores são inferiores a três em cada geração.

Para o primeiro, não há dúvidas sobre sua autenticidade. É aceito em qualquer situação e por todos, pois há a segurança de uma infinidade de pessoas concordarem com o mesmo relato. A autenticidade dos mutawatir são da mesma natureza da autencidade do Qur’an, ou seja, não há qualquer dúvida na procedência e confiabilidade da fonte da narração: Muhammad, saws, no caso do Qur’an e inúmeras pessoas no caso do hadith mutawatir.

O segundo tipo, mash’hur, apesar de ter sido narrado por apenas três em cada geração, é também considerado autêntico, pois todos os narradores são confiáveis, provendo então satisfação sobre sua origem.

No terceiro tipo está em xeque a veracidade e confiabilidade do narrador. Se o narrador é confiável, então o seu relato é aceito; entretanto se o único narrador é duvidoso, o seu relato também se torna duvidoso - de uma forma integral. Este princípio é seguido em todas as esferas da vida. Por que ele não deve ser aplicado para os relatos sobre a sunnah do Profeta, ?? Devemos lembrar que, no caso de ahaadith, este princípio é mais aplicável, porque os narradores estavam conscientes da natureza delicada do que narravam. Não era uma mera notícia ou um evento ordinário não tendo nenhum efeito legal ou religioso. A narração daquele fato teria um efeito de longo alcance sobre as vidas de milhões de pessoas. Os narradores sabiam bem que qualquer erro deliberado em suas narrativas, ou qualquer negligência a este respeito provocaria a ira de Allah, swt e, conseqüentemente, dirigi-los-ia ao inferno. Há um hadith mutawatir onde Rasulullah, saws, diz que aquele que atribuísse uma mentira ao nome dele, poderia preparar seu lugar no inferno... (continua)


You have no rights to post comments