Lembrança de Allah, Recitação do Alcorão e Menstruação

 

 

Caso: Durante a menstruação não é ilícito celebrar os louvores a Allah (dizer o takbir, tasbih e tahmid) [29], dizer Bismillah antes de fazer alguma coisa (comer, beber, etc..), ler ahadtih, discussões Islâmicas, súplicas a Allah (dua’) e ouvir a recitação do Alcorão.

 

Foi confirmado por ‘Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela), que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumava: “encostar-se no meu colo e recitar o Alcorão enquanto eu estava menstruada” (Al-Bukhari e Muslim).[30]

 

Também Umm ‘Atiyya relatou que ela ouviu o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer: “As jovens virgens solteiras e as garotas maduras que estão constantemente protegidas ou as virgens solteiras que diuturnamente permanecem protegidas e as mulheres menstruadas, devem sair e participar nas boas ações, bem como na reunião religiosa dos crentes fiéis, mas a mulher menstruando deve manter-se afastada da musalla (local de oração)” [31]

 

 

Caso: A recitação do Alcorão por uma mulher menstruando seja por olhar direto [ou seja, lendo] ou silenciosamente (em seu coração) sem realmente proferir pela língua é permitido.

 

A maioria dos sábios está com a opinião de que não é proibido que ela profira a recitação Corânica. Imam Bukhari, Ibn Jarir At-Tabari e Ibn Al-Munthir, Imam Malik e Imam Ash-Shaafi’ (em uma de suas primeiras expressões) estão com a opinião que é permitido que ela recite a ayah (verso no Alcorão).

 

Shayekul Islam Ibn Taymiyah disse:

“Basicamente não há Sunnah impedindo-a de recitar o Alcorão. O “hadith” que diz: “Uma mulher menstruando e uma em estado de Jannabah[32] não devem recitar nada do Alcorão”, é um hadith fraco, conforme acordado pelos sábios conhecedores de hadith.

 

Na verdade, as mulheres na época do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumavam ter seus ciclos mensais de menstruação. Se a recitação do Alcorão fosse proibida para elas (como é no caso da oração), o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) teria feito isso claro para sua Ummah (comunidade Islâmica) e suas esposas teriam sabido sobre isso e elas teriam espalhado este conhecimento às pessoas. Porque ninguém relatou uma proibição pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) acerca deste assunto, então isso não pode ser feito ilícito, especialmente quando é sabido que ele (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não o proibiu na ocasião quando a menstruação estava muito presente.

 

Logo, a recitação pela língua [oralmente] não é haram (legalmente ilícita) [33]. Este autor disse: “sabendo da controvérsia entre os sábios acerca deste assunto, então é mais próprio para a mulher menstruando não recitar o Alcorão oralmente, exceto quando for necessário, ou seja, se ela é uma professora ou se ela estiver se preparando para um exame.”

 

Fonte: : [eBook] Natural Blood of Women – Shaykh Uthaymeen – Traduzido para o Inglês pelo Dr. Saleh As-Saleh

 

Notas de Rodapé

[29] Takbir: dizer Allahu Akbar (Allah é o maior); tasbih: dizer Subhana Allah (Glorificado seja Allah); tahmid: dizer Alhamdulillah (todos os louvores são para Allah).

[30] Sahih Al-Bukhari (Árabe- Inglês) volume 1, pág.179, hadith nº296.

[31] Hadith muttafaq alaihi (ou seja, foi citado nos dois sahih, ambos concordaram com este hadith). Em Sahih Al-Bukhari (Árabe- Inglês), volume 1, pág. 192, hadith nº 321.

[32] Jannabah: É o estado no qual um homem (ou uma mulher) tem descarga sexual, durante o intercurso sexual ou em um sonho, etc. Neste estado um muçulmano não está permitido rezar ou fazer outros tipos de adoração a menos e até que ele (ela) faça o ghusl (banho completo) ou faça o tayammun [ablução seca, feita com terra limpa ou sem vestígios de impureza], em caso de ele (ela) não poder usar água por alguma razão.

[33] Ibn Taymiyah em Al-Fatawa (sentenças religiosas) volume 26, pág.191.

 

 

Fonte: AbdurRahman.Org

Tradução e Adaptação: Islane Castelo


You have no rights to post comments