Proibição da Espionagem

 

Louvado seja Allah.

Não é permitido espionar as pessoas, pois é esta uma ação haram (ilícita), que envolve namimah (maledicência) e espionagem, e a recompensa que você recebe para isso é o lucro haram.
Deve-se observar que namimah é um grande pecado. Namimah significa contar a algumas pessoas o que foi dito sobre elas, a fim de causar problemas. Esta é a definição mais comum de namimah. Ibn Hajar al-Haythami narrou em seu livro al-Zawaajir ‘an Iqtiraaf al-Kabaa'ir: "É dito em al-Ihya': ela não se limita a isso, por outro lado, refere-se à divulgação de qualquer coisa que possa prejudicar ou ofender alguém se for divulgada, quer seja à pessoa sobre quem é dito, quer seja à pessoa que ouve a fofoca, ou até um terceiro; quer seja divulgada verbalmente, por escrito ou por meio de um toque ou um gesto; quer seja transmitida como uma ação, uma palavra, uma falha ou uma deficiência da pessoa sobre quem se fala, ou de alguma outra pessoa. A definição de namimah está em revelar segredos e revelar o que não é apropriado divulgar. Portanto, devemos ficar em silêncio e deixar de contar tudo aquilo que vemos sobre as pessoas, a menos que falar sobre isso trará algum benefício para um muçulmano ou afastará algum dano. Por exemplo, se você vê uma pessoa usurpando a propriedade de outro, então, você tem que prestar testemunho daquilo, ao contrário se você vir alguém escondendo seu próprio dinheiro, caso em que falar sobre isso seria namimah e divulgação dos segredos de uma pessoa. Se o que é falado é sobre uma falha ou defeito de alguém, então é ghibah (calúnia) e namimah (fofoca, maledicência)."
(Al-Zawaajir, nº 252: Al-Namimah).
Foi narrado que al-Haafiz al-Mundhiri disse: "A ummah (nação islâmica) concorda, por unanimidade, que namimah é proibida e que é um dos maiores pecados aos olhos de Allah”.
Há muitos textos que condenam namimah, espionagem da vida alheia e busca pelas falhas das pessoas, que impedem que o muçulmano cometa essas ações haraam:

1 - O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Nenhuma pessoa que transmite a namimah entrará no Paraíso". De acordo com outro relato, "Nenhum bisbilhoteiro (qattaat)..." Narrado por al-Bukhari, 6056; Muslim, 105.
O qattaat é alguém que espalha namimah. Foi dito que a pessoa que divulga namimah é a pessoa que está em um grupo que está conversando, então ela espalha boatos sobre eles, e que o qattaat é aquele que ouve sem perceberem, então espalha fofocas sobre eles.

2 - Em al-Sahihein é narrado que Ibn 'Abbaas disse: "O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) estava em um dos jardins de Madinah, e ouviu os sons de duas pessoas sendo atormentados em suas sepulturas. Ele disse: ‘Eles estão sendo punidos, não por algo que era difícil evitar, mas que não deixa de ser um grande pecado. Um deles não se protegia da urina (ou seja, não se precavia para evitar a contaminação em si ou em suas roupas) e o outro costumava espalhar namimah.’"
(Al-Bukhari, 216; Muslim, 292).

3 - Também é narrado em al-Sahihein de Abu Hurairah que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Cuidado com a suspeita (desconfiança), pois a suspeita é o discurso mais falso. Não bisbilhoteis uns aos outros; não espioneis uns aos outros; não invejeis uns aos outros; não abandoneis uns aos outros; não odieis uns aos outros. Sejais irmãos, ó servos de Allah."
Al-Bukhari, 5144; Muslim, 2563.
Al-Nawawi (que Allah tenha misericórdia dele) disse: "Alguns dos estudiosos disseram que tahassus (bisbilhotagem) significa ouvir conversas de outras pessoas, e tajassus (espionagem) significa buscar suas falhas. Também foi sugerido que tajassus significa procurar segredos. A palavra é usada principalmente no sentido do mal. Os jaasus (espião) é aquele que procura segredos com propósito mau e o naamus é aquele que procura segredos para bons propósitos. E foi dito que tajassus significa procurar informações para outra pessoa, e tahassus significa procurar informação para si mesmo. Essa era a visão de Tha'lab. E foi dito que os dois significam a mesma coisa, que é procurar informações sobre as circunstâncias das pessoas."

4 - Al-Bukhari (7042) narrou de Ibn 'Abbaas que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Quem falar de um sonho que não sonhou será ordenado [no Dia do Juízo Final] a amarrar dois grãos de cevada juntos, e nunca será capaz de fazê-lo. Quem escutar as conversas de outras pessoas, quando elas não gostam, terá chumbo derretido derramado em seus ouvidos no Dia da Ressurreição. Quem fizer uma imagem será punido e condenado a soprar vida nela, e não será capaz de fazê-lo”.

5 - Ahmad (19277) e Abu Dawud (4880) narrou que Abu Barzah al-Aslami disse: "O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: ‘Ó vós que falais as palavras de fé, mas a fé não tem realmente entrado em vossos corações! Não caluniais os muçulmanos, e não procurais suas falhas. Pois quem procura os defeitos dos outros, Allah procurará seus defeitos, e se Allah procura falhas de uma pessoa, Ele a exporá mesmo em sua própria casa.'" Classificado como sahih por al-Albani em Sahih Abi Dawud, 4083.
Nós não pensamos que um crente possa ler estes grandes ahadith e, então, espionar seu irmão muçulmano, ou procurar os seus defeitos, ou espalhar namimah entre as pessoas. Nós pensamos que o crente é um daqueles que se beneficiará disto e prestará atenção, in sha Allah.

Concluiremos com alguns pontos sobre a atitude do muçulmano em relação à namimah ou fofocas maliciosas.
Ibn Hajar al-Haythami disse em seu livro al-Zawaajir ‘an Iqtiraaf al-Kabaa'ir:
“A pessoa que ouve alguns comentários maliciosos, como 'Fulano disse isso sobre você’ ou ‘ele fez isso com você’ deve fazer seis coisas:

1 - Não deve acreditar, porque aquele que espalha namimah é um faasiq (malfeitor) de acordo com o consenso acadêmico, e Allah diz (interpretação do significado):
"Se vos chega um faasiq (perverso) com um informe, certificai-vos disso para não lesar por ignorância, certas pessoas: então, tornar-vos-íeis arrependidos do que havíeis feito" [Al-Hujuraat 49: 6].

2 - Deve dizer à pessoa para não repetir essa má ação, que é o mal, tanto em termos religiosos e mundanos.

3 - Deve odiá-la por amor a Allah, se a pessoa não mostrar nenhum sinal de arrependimento.

4 - Não deve pensar mal daquele que foi mencionado, porque não há como saber se essa pessoa realmente disse ou fez aquilo.

5 - O que foi dito não deve fazê-lo espionar os outros ou olhar para as suas falhas com a finalidade de verificar o que foi dito, porque Allah diz (interpretação do significado):
"Evitai muitas das conjecturas. Por certo, uma parte das conjecturas é pecado. E não vos espieis.” [Al-Hujuraat 49:12].

6 - Não deve aprovar para si mesmo o que disse a outra pessoa para não fazer, então não se deve presenciar a maledicência e dizer: 'Fulano me disse isso’, caso contrário, ele também estará fofocando e caluniando, e estará reproduzindo o que disse a alguém para não fazer.

'Umar ibn' Abd al-'Aziz (que Allah esteja satisfeito com ele) disse a alguém que passou por algumas fofocas maliciosas: "Se tu quiseres, podemos olhar para o assunto. Se tu estiveres mentindo, serás uma das pessoas mencionadas no verso “Se vos chega um faasiq (perverso) com um informe” [al-Hujuraat 49: 6 - interpretação do significado]; e se estiveres dizendo a verdade, serás uma das pessoas mencionadas no verso, "Incessante difamador, grande semeador de maledicência" [al-Qalam 68:11 - interpretação do significado]. Ou, se quiser, perdoamo-lo." Ele disse: "Perdoe-me, ó Amir al-Mu'minin, eu nunca farei isso de novo."
O califa Sulaimaan ibn 'Abd al-Malik repreendeu alguém que tinha espalhado namimah sobre ele, na presença de al-Zuhri. O homem negou o que Sulaimaan disse-lhe: "A pessoa que me disse isso é alguém que não diz mentiras." Al-Zuhri disse: "Quem espalha namimah (maledicência) não pode ser verdadeiro", disse Sulaimaan, "Tu estás certo", e ele deixou o homem seguir em paz.
Al-Hasan disse: "Aquele que te conta fofocas maliciosas, também dirá fofocas maliciosas sobre ti. Isso indica que a pessoa que espalha boatos maliciosos deve ser odiada e não se deve dar crédito a ela. Como não se odiar aquele que persiste na mentira, calúnia, difamação, traição, enganação, inveja, disseminação do mal entre as pessoas e fraude? Esta pessoa é uma daquelas que tentam cortar os laços que Allah ordenou acolher e que espalham o mal na terra. Allah diz (interpretação do significado):
‘Apenas, cabe a repreensão aos que praticam injustiça contra os homens e cometem, sem razão, transgressão na terra. Esses terão doloroso castigo.’ [Al-Shura 42:42].
E aquele que espalha boatos maliciosos é um desses."

E Allah sabe melhor.


You have no rights to post comments