Algumas Considerações sobre a Surah Al-Fatiha

 

Por Ibn Qayyim Al-Jawziyyah

 

 

A recitação da Surah al-Fatiha, como todos sabemos, é uma parte essencial das nossas orações diárias. Foi narrado por ‘Ubadah ibn as-Samit que o Mensageiro de Allah (sallAllahu ‘alayhi wa sallam) disse:

“Quem quer que não recite a Surah al-Fatihah na sua oração, a sua oração é inválida.”

 

Isto motiva todo o muçulmano a compreender os significados profundos por detrás das palavras desta surah. Consequentemente, isso ajuda-nos a manter khushu’ [suavidade do coraçãao e quietude na oração] perante Allah nas nossas orações.

 

Nesta surah começamos por louvar a Allah, o Senhor da Humanidade, Jinn e de tudo o que existe, o Clemente, o Misericordioso, e o Único Soberano do Dia do Juízo. De seguida, declaramos que apenas a Ele adoramos, e apenas d’Ele imploramos ajuda.

 

Depois rogamos à Ele que nos guie à Senda Reta. No seu valioso livro al-Mandarij as-Salikin, Ibn al-Qayyim salienta três níveis de orientação:

Primeiro, orientação de bayan ou clarificação. Isto não se sucede exceto através dos profetas de Allah, os quais Ele envia para explicarem à humanidade a essência da Sua mensagem e para mostrar-lhe o caminho à senda reta.

 

Segundo, a orientação de tawfiq ou sucesso (na Senda Reta). Neste nível pedimos a Allah que abra os nossos peitos à sua religião e que nos faça firmes nela; através disto torna-se a coisa mais preciosa nas nossas vidas.

 

Apesar destes dois níveis de orientação serem separados, alcançar a senda reta não seria possível exceto através de ambos. Eles incluem obter o conhecimento do que não sabíamos acerca da verdade e tornarmo-nos desejosos de seguí-la abertamente e secretamente, a capacidade de realizar o nosso dever por meio de nossas palavras, ações e intenções, e pedir a Allah que nos mantenha firmes nesta senda até à morte.

 

Algumas pessoas podem perguntar por que é que precisamos pedir por orientação uma vez que já fomos guiados; conhecemos Allah e cremos n’Ele? Necessitamos de acreditar sem dúvidas que todos nós precisamos sempre de pedir por orientação porque as coisas de que não sabemos são mais do que as coisas que sabemos. As coisas que não sabemos devido ao nosso descuido ou preguiça são muitas mais do que as coisas que sabemos, o mesmo se pode dizer em relação às coisas que somos incapazes de fazer. Aqueles de nós que não vêm qualquer falta em relação ao seu conhecimento ou prática precisam pedir orientação de Allah para que os mantenha nesse estado até à sua morte.

 

O terceiro nível de orientação seria a orientação no Dia do Julgamento ao caminho do que leva ao Paraíso. Quem quer que seja guiado nesta vida à Senda de Allah de acordo com aquilo com que Ele enviou os Seus mensageiros, será guiado à Senda Reta na Outra Vida.

 

Se quisermos saber como iremos percorrer a senda reta sobre o Inferno na Outra Vida precisamos analisar a forma como estamos a percorrer a Senda de Allah nesta vida. Caminharemos lá da mesma forma que caminhamos aqui. Algumas pessoas passarão como um raio, alguns passarão como o vento, alguns caminharão lentamente e alguns irão rastejar-se e outros irão se prender e depois serão atirados ao fogo do Inferno. Então que cada um de nós examine a forma como a irá percorrer a partir da forma como a estamos percorrendo aqui. E que analisemos cuidadosamente as coisas que nos estão impedindo de passar a senda reta, quer sejam os nossos desejos ou ideias confusas. Estas coisas são como correntes que atrasam ou param o nosso movimento na senda reta. É realmente assustador dizer que se essas correntes forem muitas, fortes, sólidas e pesadas aqui nesta vida, serão o mesmo quando formos atravessar a senda reta sobre o Inferno.

 

Quando pedimos a Allah na Surah al-Fatiha que nos guie à Senda Reta, pedimos-Lhe que nos coloque junto daqueles aos quais  Ele concedeu a Sua Graça. Precisamos de levantar aqui duas questões:

Primeira, quem são estas pessoas?

Segunda, se escolhemos seguir a senda reta que leva à Allah, por que é precisamos de ser acompanhados com essas pessoas?

 

Ibn al-Qayyim explicou que aquele que deseja seguir a senda reta nesta vida apercebe-se de que a maioria das pessoas à volta dele ou dela não deseja seguir o mesmo caminho. E porque a alma humana normalmente procura por um companheiro, Allah assinalou a importância de se ter uma companhia neste caminho. Allah definiu esta companhia ao dizer na Surah an-Nisa, versículo 69:

“(...) os que Allah agracia: os Profetas e os veracíssimos e os mártires e os íntegros. E que belos companheiros esses!” [Surah An-Nisa (4):69]

 

Se por vezes nos sentirmos sós na na senda de Allah precisamos pensar naqueles que passaram ou estão a passar pela mesma senda, saber que eles são a nossa companhia, e fazer o nosso melhor para seguirmos os seus passos. Ao mesmo tempo não devemos prestar qualquer atenção àqueles que não querem escolher a mesma senda e devemos ser fortes o suficiente para não os deixarmos deter-nos.

 

Um dos salaf disse:

"Mantém-te firmemente no caminho da verdade e não te sintas só devido ao pequeno número de pessoas que se juntam a ti, e fica atento ao caminho do desvio e não te deixes enganar com o grande número dos destruídos.”

 

E é de Allah que toda a ajuda é solicitada.

 

Fonte: Mandarij as-Salikin (“Os Passos dos Seguidores”)

 

 

Fonte: SunnahOnline.Com

Tradução: Mariama bint Carlos


You have no rights to post comments