A Importância de se buscar Conhecimento

Descrição: Esta lição dá uma visão sobre as razões por trás do Islam dar grande importância a busca de conhecimento e os frutos que se pode colher a partir dela.

Objetivos:

       · Apreciar a importância única dada pela religião do Islã na busca de conhecimento.
       · Identificar que tipo de conhecimento deve ser procurado.
       · Realizar a paciência e devoção como sendo elementos cruciais no processo de aquisição de conhecimento.
       · Saber mais sobre algumas das medidas que uma pessoa deve tomar para capacitá-lo a colher os frutos do conhecimento.

      Nenhuma outra religião ou instituição dá tanta importância para o conhecimento como a religião do Islam. A religião tem feito a busca do conhecimento incumbido a todos os muçulmanos e considerou que não fazê-lo é um pecado. O Profeta, que Allah o exalte, disse em uma narração autêntica (hadith):

        “A busca do conhecimento é uma obrigação para todos os muçulmanos.” (Al-Tirmidhi)

       Esta obrigação não se limita a um determinado sexo ou classe, mas sim é tanto uma obrigação para as mulheres quanto para os homens, os jovens e os velhos, e os pobres e os ricos. Deus tem levantado as fileiras eo status de quem tem conhecimento, e elogiou-os em muitas passagens no Alcorão. Allah diz:

(Alcorão 58:11) “…pois Deus dignificará os fiéis, dentre vós, assim como os sábios, porque está inteirado de tudo quanto fazeis.”

        Há uma grande diferença entre um muçulmano que tenha conhecimento e aquele que não o faz. O Profeta descreveu isso em sua palavra:

        “A excelência de um estudioso sobre outro adorador (ordinário) é como a excelência da lua cheia sobre o resto dos corpos celestes.” (Abu Dawood)

Ele também disse:

       “A excelência de um estudioso sobre outro adorador (ordinário) é como a minha excelência sobre a do menor de vocês.” (Al-Tirmidthi)

     Por que Allah deu essa preferência para aqueles que têm o conhecimento sobre aqueles que não o fazem? O papel dos profetas foi o de transmitir conhecimento para a criação, o conhecimento diretamente de nosso Criador, sobre Si Próprio e Atributos, bem como a forma como os seres humanos são para agradar a Deus e evitar a sua ira. Aqui vemos a importância do conhecimento na vida de um muçulmano. A fim de que Ele adore a Deus corretamente, faça obras que agradam a Deus e evite o que irrita Ele, o muçulmano deve buscar conhecimento. Se não o fizerem, eles vão viver suas vidas inteiras fazendo coisas que podem realmente se opor aos ensinamentos da religião, levando-o a receber o castigo de Deus, em vez de Seu perdão.

O que devo aprender?

      Então, surge a pergunta: se é a obrigação de buscar o conhecimento da religião, e os campos de conhecimento dentro da religião são tão vastos, que tipo de conhecimento é obrigatório buscar?

      Imam Ahmed bin Hanbal, um grande estudioso do Islam, respondeu que é obrigatório para cada indivíduo muçulmano buscar esse tipo de conhecimento que lhe permitirá praticar sua religião corretamente. Seguem-se exemplos:

     1) Crenças islâmicas. Este é, de longe, o aspecto mais importante da religião que uma pessoa deve aprender, pois através deste aspecto uma pessoa realmente se torna muçulmano. Os primeiros treze anos de chamada do Profeta Muhammad foram dedicados à correção de crenças das pessoas sobre Allah enfatizando que nenhuma adoração era a ser direcionada para qualquer um, senão Ele sozinho, enquanto apenas alguns dos outros mandamentos foram revelados na época.

     2) O conhecimento dos aspectos obrigatórios de adoração. Como sabemos, Deus ordenou que os muçulmanos realizem certos atos de adoração. Muitos desses atos são obrigatórios e, por sua vez, é preciso saber como executá-los. Por exemplo, Allah obrigou-nos a rezar um mínimo de cinco vezes por dia, por isso torna-se obrigatório para nós saber como orar corretamente, tendo em conta o que é permitido e inadmissível para nós durante a oração. Além disso, como uma das condições da oração é purificar a si mesmo, a pessoa deve saber como fazê-lo. Isso também vale para o resto dos mandamentos de Allah.

      3) Saber o que é permitido e o inadmissível na vida diária. Pela misericórdia de Allah Ele nos estimulou a desfrutar de um número incontável de bênçãos que Ele criou. Ao mesmo tempo, Ele também alertou-nos de certas coisas devido ao dano físico ou espiritual resultante da sua indulgência. Então se torna obrigatório para que possamos aprender esses aspectos da religião de modo que não cometamos intencionalmente ou acidentalmente esses atos não permitidos. Uma observação importante a ser mencionada é que os muçulmanos devem ter certeza de aprender essas decisões relacionadas ao seu campo de trabalho, seja a medicina, comércio, lei, ou qualquer outro campo, a fim de que realizar o seu trabalho de acordo com as diretrizes da religião.

      4) Por último, mas não menos importante, uma pessoa também deve aprender a purificar seus corações de atos de características censuráveis. Muçulmanos devem saber como purificar o coração do amor pela riqueza, status e fama, e como fazer o amor que temos para Allah somente. Eles também devem aprender as boas maneiras nobres que nos foram ensinadas pela religião do Islam, e tentar padronizar nossas vidas de acordo com o Profeta Muhammad, que Allah o exalte.

Paciência no caminho para o Paraíso:

      Aprender o conhecimento é algo que deve ser feito, mas não precisa ser feito tudo de uma vez, como o grande estudioso az-Zuhri disse: “Quem busca o conhecimento de uma só vez, isto vai deixá-lo de uma só vez. Pelo contrário, o conhecimento é procurado apenas através da passagem de noites e dias.” Deve-se fazer uma intenção firme, e ter paciência ao longo de sua pesquisa. Alguns aspectos podem ser fáceis, mas alguns podem ser mais difíceis de alcançar. Tenha em mente que quando se tenta aprender enquanto é difícil para ele, ele vai receber uma dupla recompensa de Allah, devido ao esforço que passou para buscá-lo, e a generosidade de Deus é realmente ilimitada. O Profeta disse:

“Quem lê o Alcorão e gagueja ao ler, devido a sua dificuldade, receberá uma dupla recompensa.” (Sahih Muslim)

      Há muitas maneiras de aprender a religião, o melhor sendo aprendê-la diretamente de um muçulmano conhecedor e justo. Mas, como eles não estão sempre disponíveis, deve-se procurar outras maneiras, tais como bons livros, cassetes, e sites para cumprir este objetivo. Não tente resolver as questões que requerem muito estudo no começo; em vez disso, priorize o material de estudo em ordem de importância. Um dos meios para aprender a religião é a partir deste site (http://www.newmuslims.com), que foi criado para você aprender os conceitos básicos de sua religião a partir de fontes autênticas em um fácil, passo a passo. Nós encorajamos você a ler as lições que preparamos para você, e a responder às perguntas relacionadas a cada, a fim de testar a si mesmo. Não prossiga para a próxima lição, até que você tenha entendido totalmente a anterior, uma vez que estas aulas foram preparadas para o seu próprio benefício. Não fique preocupado com o tempo que leva para que você compreenda plenamente o material, pois você está ganhando a recompensa para cada segundo que você gasta ao fazê-lo. Aprender sua religião fará fácil para você o caminho para o Paraíso, como disse o Profeta Muhammad:

“Quem percorre um caminho na procura de conhecimento, Deus vai fazer fácil para ele o caminho para o Paraíso.” (Al-Tirmidthi)

Buscar o Conhecimento Profundamente:

       Os companheiros, que Allah esteja satisfeito com todos eles, eram muito interessados em adquirir conhecimentos. Veja quão interessado Abdullah b. Abbas, o primo do Profeta, foi em buscar o conhecimento. Dedicou-se à aquisição de conhecimento em uma ampla variedade de campos. Ele tinha uma admiração especial por pessoas como Zaid b. Thabit, que era um dos escribas do Alcorão, o juiz principal e jurista em Medina, e um especialista nas leis da herança e na leitura do Alcorão. Uma vez, quando Zaid tinha a intenção de viajar, o jovem Abdullah ficou humildemente ao seu lado, e tomando conta das rédeas de sua montaria, ele adotou a atitude de um servo humilde na presença de seu mestre. Zaid disse a ele: “Não faça isso, ó primo do Profeta!”

“É assim que fomos ordenados a tratar os estudados entre nós”, respondeu Abdullah.

Zaid disse, em troca, “Deixe-me ver sua mão.”

Abdullah estendeu a mão. Zaid, levando-o, beijou-o e disse: “. É assim que foram ordenados a tratar os membros da família do Profeta”.

Frutos do Conhecimento:

         Para concluir, buscar o conhecimento é um ato de adoração que requer que você mantenha a sua intenção sincera para Allah sozinho e ninguém mais, em busca de seu prazer e recompensa. Não buscar conhecimento para mostrar ou competir com os outros, ou para animar os próprios encontros. O Profeta disse:

      “Quem procura o conhecimento, que é (geralmente) procurado para buscar o prazer de Deus, a fim de obter algum benefício mundano, não vai sentir o cheiro do Paraíso, no Dia do Juízo.” (Ibn Maajah)

       Também sabemos que o conhecimento não tem importância se não se colher os seus frutos, que é a prática da religião do Islã como Deus ama. Então, deve-se tentar praticar o que se aprende já que viver o Islã é o que leva uma pessoa para o Paraíso.

Fechamos com algumas súplicas que o próprio profeta Muhammad fazia no que diz respeito à buscar o conhecimento.

       “Ó Deus! Traga-nos benefício com o que Tu nos ensinou, e ensina-nos aquilo que nos traz benefício e aumente-nos em conhecimento “(Ibn Maajah)

       “Ó Allah, peço-lhe que nos conceda conhecimento benéfico, bom, puro e sustento permitido, e ações que são aceitas por Vós.” (Ibn Maajah)

     “Ó Allah eu busco refúgio em Ti dos conhecimentos que não beneficiam, de um coração que não se humilhar em medo, de um desejo insaciável, e de súplicas

que sejam sem resposta.” (Muslim)

Fonte: por NewMuslims.com http://www.newmuslims.com/lessons/20/


You have no rights to post comments