Jejum no Mês de Rajab

 

Existe alguma virtude especial em jejuar durante o mês de Rajab?

 

 

Louvado seja Allah.

 

Primeiramente:

O mês de Rajab é um dos meses sagrados sobre os quais Allah diz (interpretação do significado):

“Por certo, o número dos meses, junto de Allah, é de doze meses, conforme está no Livro de Allah, desde o dia em que Ele criou os céus e a terra. Quatro deles são sagrados. Essa é a religião reta. Então, não sejais, neles, injustos com vós mesmos (...).”

[Surah al-Tawbah (9):36]

 

Os meses sagrados são: Rajab, Dhu’l-Qa’dah, Dhu’l-Hijjah e Muharram.

 

Al-Bukhari (4662) e Muslim (1679) narraram de Abu Bakrah (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse:

“O ano é [composto por] doze meses, dos quais quatro são sagrados: três meses consecutivos, Dhu’l-Qa’dah, Dhu’l-Hijjah e Muharram, e Rajab Mudar, que vem entre Jumada e Sha’ban."

 

Estes meses são chamados de sagrados por dois motivos:

1 - Porque é proibido lutar neles a menos que [a luta] seja iniciada pelo inimigo;

2 - Porque a transgressão dos limites sagrados neles é pior do que em outros tempos.

 

Consequentemente, Allah proibiu-nos de cometer pecados durante esses meses, conforme Ele diz (interpretação do significado):

“(...) não sejais, neles, injustos com vós mesmos (...).”

[Surah al-Tawba (9):36]

 

Apesar de que cometer pecados seja haram e proibido durante estes meses e em outros tempos, neles a proibição é ainda maior.

 

Al-Sa’di (que Allah tenha misericórdia dele) disse (p.373):

“Na frase ‘(...) não sejais, neles, injustos com vós mesmos (...)’, o pronome pode ser entendido como se referindo aos doze meses. Allah afirma que Ele os fez uma medida de tempo para os Seus servos, portanto tenham  cuidado em serdes injustos neles.

O pronome pode também ser entendido como se referindo aos quatro meses sagrados, e isto os proíbe de serem injustos consigo mesmos nestes meses em particular, assim como é [também] proibido fazer o mal em todos os momentos, porque é mais proibido neste tempo, mas é pior neste tempo que em outros."

Fim da citação.

 

Em segundo lugar:

Em relação ao jejum no mês de Rajab, não existe nenhum hadith sahih que indique que haja qualquer virtude especial em jejuar parte do mês ou a sua totalidade.

 

O que algumas pessoas fazem, destacando alguns dias de Rajab para jejum, acreditando [esses dias] serem melhores que outros, não tem qualquer base na shari’ah.

 

Porém há um relato do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) que indica que é mustahabb [recomendável] jejuar durante os meses sagrados (e Rajab é um dos meses sagrados). O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse:

“Jejuem alguns dias dos meses sagrados e não outros.”

Narrado por Abu Dawud, 2428; classificado como da’if [fraco ou inautêntico] por al-Albani em Da’if Abi Dawud.

 

Mesmo que esse hadith fosse sahih [autêntico], ele indica que é mustahabb jejuar durante os meses sagrados. Assim, se uma pessoa jejua durante Rajab por causa disso, e também jejua nos outros meses sagrados, não há nada de errado com isso. Contudo, destacar Rajab para jejum não é correto.

 

Shaykh al-Islam Ibn Taymiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse em Majmu’al-Fatawa (25/290):

“Quanto ao jejum em Rajab em particular, os ahadith concernentes a isso são todos da’if (fracos), e de fato mawdu’ (fabricados). Os sábios não contam com nenhum deles. Eles não estão entre os ahadith da’if que foram narrados com respeito às virtudes, pelo contrário muitos deles são fabricados e falsos. Em al-Musnad e em outros lugares há um hadith que diz que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) recomendou jejuar nos meses sagrados, nomeadamente Rajab, Dhu’l-Qadah, Dhu’l-Hijjah e Muharram, mas isto tem a ver com jejum durante todos eles, não apenas Rajab."

Fim da citação.

 

Ibn al-Qayyim (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“Todos os ahadith que mencionam jejum em Rajab e oração durante algumas das suas noites são falsos e fabricados.”

Fim da citação de al-Manar al-Munif, p. 96.

 

Al-Hafiz ibn Hajar disse em Tabyin al-’Ajab (p. 11):

“Não existe nenhum hadith sahih que contaria como evidência que fala da virtude do mês de Rajab, ou que fala do jejum neste mês ou parte dele, ou de passar qualquer noite particular seu em oração.”

 

Shaykh Sayyid Sabiq (que Allah tenha misericórdia dele) disse em Fiqh al-Sunnah (1/282):

“Jejuar em Rajab não é melhor que jejuar em qualquer outro mês, exceto [por ser] um dos meses sagrados. Não há qualquer relato na Sunnah sahih que sugira que exista algo de especial sobre jejum neste mês. O que quer que tenha sido narrado em relação a isso não está apto a ser citado como evidência."

Fim da citação.

 

Shaykh Ibn ‘Uthaymin (que Allah tenha misericórdia dele) foi questionado acerca do jejum no vigésimo sétimo [dia] de Rajab e passar essa noite em oração. Ele respondeu:

“Jejuar no vigésimo sétimo de Rajab e passar essa noite em oração é uma bid’ah (inovação), e toda bid’ah é um desvio."

Fim da citação.

Majmu’Fatawa Ibn Uthaymin, 20/440.

 

 

Fonte:IslamQ&A

Tradução: Mariama Bint Carlos 


You have no rights to post comments