A Realidade da Crença nos Mensageiros

A Realidade da Crença nos Mensageiros

A crença nos Mensageiros tem quatro aspectos.

- O primeiro é ter a firme convicção de que Allah enviou a cada povo um mensageiro para convidá-los a adorar somente a Allah e negar a divindade de qualquer outro objeto de adoração. Ela consiste ainda, em acreditar que todos os profetas são verdadeiros, portanto credíveis, piedosos, bem encaminhados, justos e honestos, e que eles transmitiram a totalidade da mensagem com a qual eles foram enviados e que eles não esconderam nada, nem modificaram ou adicionaram uma única letra por sua próprias iniciativas:

"Acaso, incumbe aos mensageiros algo além da proclamação da lúcida Mensagem? " (Alcorão 16:35)

O chamado feito por eles, do primeiro ao último, constitui a base e fundamento da adoração, ou seja, a fé na unicidade divina que consiste na prática, ao ato de dedicar exclusivamente a Allah todas as formas de adoração composta de crenças, palavras e ações. A unicidade divina consiste tambem em rejeitar tudo o que é adorado além de Allah. Isto é indicado pelas palavras de Allah:

"E Nós não enviamos antes de ti (Muhammad) nenhum mensageiro sem que não o tenhamos revelado: 'Não há nenhum deus além de Mim, portanto, sirvam-me'." (Alcorão 22:25)

"E pergunta aos mensageiros que enviamos antes de ti: 'Porventura, foi-vos prescrito, em lugar do Misericordioso, outras divindades, para que fossem adoradas?'" (Alcorão 43:45) e muitos outros versículos.

Quanto aos requisitos obrigatórios e suas ramificações que constituem os atos de adoração, pode-se exigir a alguns algo que não é exigido de outros: pode-se tornar obrigatório a alguns certos aspectos da oração e jejum que serão isentos a outros, e tornar obrigatório para alguns mensageiros certas práticas que para outros serão dispensadas. Da mesma forma, podem ser proibidas algumas das coisas que foram autorizadas a outros, isto faz parte do teste que Allah submete ao povos "para testá-lo (e saber) qual de vocês é o melhor em ação." (Alcorão, 67:2). Esta diversidade é evidenciada nas palavras do Altíssimo:

"A cada um de vós, temos prescrito uma lei e um plano a seguir." (Alcorão 5:48)

Ibn Abbas (??? ???? ???) disse que o termo significa "minhaj": caminho e tradição. É também o que dizem Mujahid, Ikrimah e outros exegetas.

Foi mencionado em Saheeh al-Bukhari (3443) e Saheeh Muslim (2365) a partir de Abu Huraira que o Mensageiro de Allah ? disse: "Os profetas são irmãos consangüíneos; eles têm mães diferentes, mas a sua religião é a mesma", ou seja, eles estão unidos quanto à origem de sua mensagem. Esta mensagem consiste em ter fé na unicidade divina pregada por qualquer mensageiro enviado por Allah e estabelecida por todos os livros revelados por Ele. Suas leis podem conter diferenças de ordens, proibições, o lícito e o ilícito, uma vez que irmãos consangüíneos têm o mesmo pai e mães diferentes.

Aquele que nega a mensagem de um deles negou a de todo os outros, como Allah diz: "O povo de Noé desmentiu os Mensageiros" (Alcorão 26:105). Allah disse que eles negaram todos os mensageiros, mesmo que não houvesse outros mensageiros naquele período.

- O segundo é acreditar nos profetas cujos nomes conhecemos como Muhammad, Ibrahim (Abraão), Mussa (Moisés), 'Issa (Jesus) e Nuh (Noé) (????? ???) e também acreditar naqueles que foram geralmente designados e dos quais não sabemos o nome. Devemos acreditar neles de maneira geral conforme o que diz Allah:

"O Mensageiro crê no que foi revelado por seu Senhor e todos os crentes crêem em Allah, em Seus anjos, em Seus Livros e em Seus mensageiros. Nós não fazemos distinção entre os Seus mensageiros." (Alcorão 2:285)

"Certamente enviamos antes de ti outros mensageiros. Há dentre eles os que te contamos as histórias, e outros que não te contamos a história." (Alcorão 33:78)

Acreditamos que Muhammad ? é o último profeta, em virtude das palavras de Allah:

"Muhammad nunca foi o pai de nenhum de vossos homens, mas é o Mensageiro de Allah e o último os profetas. Allah é Onisciente." (Alcorão 33:40)

De acordo com um hadith em Saheeh al-Bukhari (4416) e Saheeh Muslim (2404) narrado de Saad ibn Abi Waqqas (??? ???? ???), o Mensageiro de Allah ? estava indo para Tabuk e tinha sido substituído por 'Ali. Foi então que Ali disse : "Você está me pedindo para ficar com as mulheres e crianças?". O Mensageiro ? disse: "Você não está satisfeito de ter para mim a mesma importância que Araão tinha para Moisés? No entanto, não haverá profeta depois de mim".

Allah escolheu e lhe deu grandes privilégios que o distinguiam de outros profetas. Aqui estão alguns deles:

  1. Allah o enviou a todos os residentes do universo: os jinn e os seres humanos. No entanto, os profetas anteriores foram enviados apenas para seus respectivos povos;
  2. Allah lhe concedeu um temor psicológico sobre os seus inimigos, mesmo quando ele estava a uma distância de um mês de caminhada [no que diz respeito à posição do inimigo];
  3. A terra inteira foi declarada um lugar puro para as orações.
  4. O espólio deixado pelo inimigo tornou-se licito para ele. Isto nunca tinha sido autorizado antes.
  5. A maior intercessão é reservada para ele, entre muitos outros privilégios concedidos ao Profeta ?.

- O terceiro é dar crédito a toda informação autêntica sobre os mensageiros.

- O quarto envolve a aplicação das leis reveladas pelo mensageiro que nos foi enviado. Este é Muhammad, o último mensageiro enviado a todos os seres humanos. É neste contexto que o Altíssimo disse:

"Qual! Por teu Senhor, não crerão até que te tomem por juiz de suas dissensões e não objetem ao que tu tenhas sentenciado. Então, submeter-se-ão a ti espontaneamente."(Alcorão 4:65)

Devemos saber que a crença nos Mensageiros fornece frutos importantes, incluindo estes: 

  1. O conhecimento da misericórdia de Allah e providência com a qual Ele cercou Seus servos aos quais Ele enviou mensageiros para orientá-los para o caminho de Allah e explicar-lhes como adorar a Allah - pois a mente humana sozinha não pode adquirir esse conhecimento;
  2. Demonstrar gratidão ao Todo-Poderoso por essa grande bênção;
  3. Amar os mensageiros (????? ???), respeitá-los e dar-lhes o reconhecimento que merecem como mensageiros de Allah, sinceramente devotados a Ele em sua adoração exclusiva, transmitindo Sua mensagem e honestamente aconselhando Seus servos.

Fonte: IslamQA


You have no rights to post comments