O Significado da Palavra “Islam”

 

 

A palavra “Islam” é o nome verbal do verbo “aslama”.

 

Este verbo é definido como “Ele resignou ou submeteu-se”. Quando usado em relação a Deus, significa “Ele tornou-se submisso a Deus”. Logo, o Islam é um indivíduo reconhecer Quem é o seu Senhor e reconhecer que a sua atitude para com o seu Senhor e Criador deve ser de total submissão e adoração. Noutras palavras, o Islam não é simplesmente reconhecer a Unicidade de Deus ou reconhecer o facto de que o Criador existe, por exemplo. O Islam é algo maior que isso. É a decisão consciente feita por um indivíduo de adorar e submeter-se ao Único Deus.

 

 

Como Nomani escreveu:

"Literalmente, o Islam denota auto-entrega ou entregar-se a alguém e aceitar a sua soberania no pleno sentido do termo. A religião enviada por Deus e trazida para o mundo pelos seus Mensageiros chama-se Islam pela simples razão que, nela, o seguidor submete-se completamente ao poder e controlo do Senhor e faz do rendimento da obediência a Ele, feita com todo o coração, o princípio da vida deste. Esta é a soma e substância da crença islâmica."

[Mohammad Manzoor Nomani, Meaning and Message of the Traditions (Lucknow, India: Academy of Islamic Research and Publica ons, 1975), vol. 1, p. 54.]

 

Talvez deva ser notado que a palavra “Islam” não significa “paz”. É verdade que a palavra árabe para “paz” (salam) vem da mesma raiz que a palavra Islam. E é tambem verdade que a verdadeira paz – interna e externa – só pode ser o resultado da correta implementação do Islam. Ao mesmo tempo, deve ser muito claro nas mentes de todos os muçulmanos que a sua religião representa o seu compromisso e a sua devoção a adorar e submeter-se a Allah, somente. Esta deve ser a essência de um indivíduo muçulmano.

 

Antes de discutir a relação entre o Islam e as outras religiões, é importante reconhecer um uso mais específico da palavra “Islam” como religião. O Islam, como dito acima, implica a completa submissão ao Único Verdadeiro Deus. Logo, qualquer pessoa que se submeta verdadeiramente a Deus – de acordo com o que foi revelado por Deus e não simplesmente de acordo com os seus próprios desejos ou imaginação – é um muçulmano.

 

Neste sentido, a religião de todos os profetas de Deus era o Islam e eles foram todos muçulmanos. Noé, Abraão, Moisés e Jesus, por exemplo, foram todos muçulmanos e a sua religião foi o Islam, a verdadeira e sincera submissão a Deus. Então, Allah diz no Qur'an ao Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele):

“A mesma religião Ele legislou para ti, como Ele legislou para Noé – o que te enviámos como inspiração – e aquilo que ordenámos a Abraão, Moisés e Jesus." [42:13]

 

A seguinte passagem importante do Alcorão sublinha o facto de que Abraão, por exemplo, era um verdadeiro servo e adorador de Allah. Noutras palavras, ele era um muçulmano (muslim). Ele não era um judeu ou um cristão. Os seus verdadeiros seguidores eram muçulmanos. Os verdadeiros seguidores de Moisés e de Jesus eram também muçulmanos. Allah diz:

"E (lembrai-vos) de quando Abraão e (os seu filhos) Ishmael levantavam os alicerces da Casa [em Meca], dizendo: 'Nosso Senhor! Aceita (este serviço) de nós. Certamente, Tu és O Omniouvinte, O Omnisciente.

 

Nosso Senhor! E faz-nos submissos [muçulmanos] a Ti e faz da nossa descendência e nação, uma comunidade submissa [muçulmana] para Ti, e mostra-nos as nossas cerimónias de peregrinação e aceita o nosso arrependimento. Verdadeiramente, Tu és Aquele Que Aceita o Arrependimento, O Misericordioso.

 

Nosso Senhor! Envia dentro deles [dos descendentes de Ishmael]* um Mensageiro deles próprios, que recitará para eles os Teus versos e instruí-los-á segundo o Livro e a Sabedoria, e purifica-os. Certamente, Tu és Todo-Poderoso, O Sábio!'

E quem rejeita a religião de Abraão excepto aquele que se engana a si próprio? Verdadeiramente, Nós os escolhemos neste mundo e verdadeiramente, no Próximo ele estará entre os justos.

 

Quando o seu Senhor lhe disse 'Submete-te (i.e sê um muçulmano)!'. Ele disse 'Eu me submeti (como muçulmano) ao Senhor dos Mundos'.

 

E esta (submissão a Allah, Islam) foi ordenada por Abraão aos seus filhos e por Jacó, (dizendo), 'Ó meus filhos! Allah escolheu para vós a (verdadeira) religião, então não morreis excepto como muçulmanos'.

 

Ou foram vós testemunhas quando a morte chegou a Jacó? Quando ele disse aos seus filhos 'O que é que ireis adorar depois de mim (i.e depois de eu morrer)?'. Eles disseram 'Nós adoraremos o teu Deus, o Deus dos teus antepassados, Abraão, Ishmael, Isaque, Um Único Deus, e a Ele nos submetemos (no Islam)'.

 

Essa foi uma nação que passou. Eles receberão a recompensa daquilo que lucraram e vós daquilo que lucrastes. E não te será perguntado aquilo que eles costumavam fazer.

 

E eles dizem 'Sede judeus ou cristãos, então sereis guiados'. Diz-lhes (Ó Muhammad) 'Não, (nós seguimos) só a religião de Abraão, do puro monoteísmo, e ele não era dos que adoravam outros em parceria com Allah'.

 

Proclamem (ó muçulmanos) 'Nós crêmos em Allah e naquilo que nos foi revelado, e naquilo que foi revelado a Abraão, Ishmael, Isaque, Jacó e aos doze filhos de Jacó, e aquilo que foi dado a Moisés e Jesus e aquilo que foi dado aos Profetas do Senhor. Nós não fazemos qualquer distinção entre eles, e a Ele nos submetemos (no Islam)'.

 

Logo, se eles acreditarem naquilo que vós acreditais, então serão guiados, mas se eles voltarem as costas, então estarão só em oposição. Allah será suficiente para vós contra eles. E Ele é O Omniouvinte, O Sábio.

 

'[A nossa religião é] a Religião de Allah e que religião será melhor que a religião de Allah? E nós somos os Seus adoradores'.

 

Diz (Ó Muhammad aos judeus e aos cristãos) 'Vós discutis connosco sobre Allah quando Ele é o nosso Senhor e o vosso Senhor? E nós seremos recompensados pelas nossas acções e vós pelas vossas acções. E nós somos sinceros a Ele em adoração e obediência'.

 

Ou vós dizeis que Abraão, Ishmael, Isaque, Jacó e os doze filhos de Jacó eram judeus e cristãos? Diz 'Vós sabeis melhor ou Allah [sabe melhor que eles todos eram muçulmanos]? E quem é mais injusto que aquele que esconde o testemunho que ele tem de Allah? E Allah não está inconsciente daquilo que fazeis'.

 

Essa era uma nação que passou. Eles receberão a recompensa do que lucraram, e vós daquilo que lucreis. E não sereis questionado pelo que eles costumavam fazer."

[Tradução do Alcorão 2:127-141]

*Ishmael era o filho de Abraão e Muhammad era descendente de Ishmael.

 

De facto, como esta passagem demonstra, o Islam foi a religião de todos os seus seguidores também. Noutras palavras, todo o verdadeiro crente desde o tempo de Adão ao último crente na Terra pratica o Islam e é muçulmano. Esta é também a única religião que Allah ordenou a humanidade seguir. Logo, o Islam é a única religião que foi e é aceite por Allah. Allah diz:

“Verdadeiramente, a religião (aceite) perante Allah é o Islam (submissão a Ele)” [3:19]

 

Allah também diz:

“E quem procurar uma religião sem ser o Islam, nunca será aceite dele, e na Próxima Vida, ele será dos perdedores” [3:85]

 

Então, a irmandade no Islam e a união da verdadeira fé estende-se desde Adão até ao fim dos tempos, abrangendo todas as localidades e povos. Os verdadeiros crentes amam-se uns aos outros e apoiam-se uns aos outros. É verdadeiramente uma irmandade abençoada e única.

 

Os verdadeiros muçulmanos, em todas as épocas, acreditam em todos os profetas. Eles apoiam todos os profetas e defendem a sua honra também. Ninguém ouvirá um muçulmano piedoso falar mal sobre Abraão, Isaque, Moisés, Jesus ou qualquer outro profeta. O muçulmano respeita, honra e ama todos eles da maneira que eles merecem.


You have no rights to post comments